NASA lançará uma sonda para mudar curso de asteróide nessa madrugada

Publicidade

NASA se prepara para lançar uma espaçonave para colidir com um asteroide na madrugada desta quarta-feira (24).

NASA lancará uma sonda para mudar curso de asteróide nessa madrugada

A missão recebeu o nome de DART (Double Asteroid Redirection Test), este será um experimento real que será material de pesquisas para caso a humanidade precise impedir que um asteroide colida com a terra um dia. A espaçonave decolará a bordo de um foguete SpaceX que sairá da Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia, Estados Unidos.

O alvo da espaçonave será uma “lua” chamada Dimorphos, com cerca de 160 metros de largura, ela orbita um arteróide com quase 5 vezes o seu tamanho chamado Didymos, com cerca de 780 metros de diâmetro. Juntos o asteroide e sua “lua” formam um sistema que orbita o sol.

O impacto entre a espaçonave e a rocha espacial ocorrerá entre o dia 26 de setembro e 1º de outubro de 2022, quando o sistema estará a 11 milhões de quilômetros da Terra, o ponto mais próximo que podem chegar.

Os asteroides em si não apresentam uma ameaça à Terra, mas pertencem a uma classe de corpos conhecida como Objetos Próximos à Terra (NEOs, em inglês). São asteroides e cometas que se encontram a menos de 50 milhões de quilômetros de nós.

O Escritório de Coordenação Planetária da NASA está mais interessado em corpos maiores que 140 metros, já que a devastação desse tipo de corpo pode ultrapassar a devastação de uma bomba nuclear e destruir cidades ou regiões inteiras.

NASA lancará uma sonda para mudar curso de asteróide nessa madrugada

A sonda DART é uma caixa com o volume de um grande frigorífico e painéis solares do tamanho de limusines de cada lado, ela irá colidir com o asteroide Dimorphos a pouco mais de 24 mil quilômetros por hora, isso irá provocar uma leve mudança no curso do asteroide.

Há uma câmera na sonda chamada DRACO, e um software de navegação autônomo que ajudará a sonda a detectar e colidir com Dimorphos. De acordo com a NASA, esta colisão será registrada pelo LICIACube (Light Italian Cubesat foi Imaging of Asteroids), um satélite cubo companheiro que é fornecido pela Agência Espacial Italiana.

LICIACube tem o tamanho de uma bagagem de mão viajará no DART e então será posicionado antes do impacto para que possa registrar os acontecimentos. 3 minutos após o impacto, o LICIACube voará em órbita ao Dimorphos para capturar imagens e vídeo.

O vídeo do impacto será transmitido à Terra, disse Elena Adams, engenheira de sistemas da missão DART no Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins. “Os astrônomos serão capazes de comparar as observações de telescópios baseados na Terra antes e depois do impacto cinético da DART para determinar o quanto o período orbital de Dimorphos mudou”, disse Tom Statler, cientista da missão DART na sede da Nasa, em um comunicado. “Essa é a medição chave que nos dirá como o asteroide respondeu ao nosso esforço de deflexão.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.